campanha

FLASKÔ segue para o 1 de maio unificado em Curitiba Pela imediata libertação de Lula! A Flaskô estará em Curitiba, ao lado do conjunto da classe trabalhadora brasileira, que lá estará representada no dia 1 de maio. Com o apoio de parlamentares de esquerda, como o companheiro Wilian Souza (PT) e o deputado federal Renato Simões (PT), entre outros companheiros, e também da Central Única dos Trabalhadores (CUT), a fábrica ocupada Flaskô, organizou uma delegação para participar do 1 de maio unificado em Curitiba. Neste 1 de maio unificado em Curitiba os trabalhadores darão o exemplo da unidade e uma demonstração de força, para os golpistas, que pretendem manter Lula preso e aprofundar os ataques contra os trabalhadores, atropelando as garantias individuais e constitucionais do companheiro Lula, que hoje lidera todas as pesquisas de intenção de voto para a presidência da república, e se encontra preso sem nenhuma prova contra ele. O companheiro Lula é um preso político dos golpistas. Os trabalhadores demonstrarão que não se intimidam com o ataque fascista com disparos contra o acampamento Marisa Letícia, que atingiram companheiros, um deles gravemente, recentemente saído da UTI. A direita, empresários, setores do judiciário e do Ministério Público Federal, que são a linha de frente do golpe de Estado, com o apoio dos monopólios de comunicação, temem a resistência dos trabalhadores. Resistência que se desenvolve no cotidiano de lutas, como o forte movimento grevista dos professores de São Paulo. Com medo das jornadas de lutas sindicais, dos movimentos sociais como o MST, da indignação popular contra a prisão do companheiro Lula, segmentos neofascistas, a soldo de poderosos, lançam mão da violência armada, como no assassinato da companheira Marielle no Rio de janeiro, nos ataques à caravana do companheiro Lula, e nos tiros disparados contra o acampamento Marisa Letícia. Esse grande 1 de maio, é a resposta de que seguiremos firmes, buscando a construção da unidade para a continuidade das lutas e pela imediata libertação do companheiro Lula. Não daremos um passo atrás. Seguimos em frente, certos da vitória, do crescimento da resistência e de que os fascistas não passarão! Exigimos a imediata liberdade de Lula! Exigimos uma comissão independente com observadores internacionais para a investigação da execução de Marielle. Exigimos a imediata revogação das contra reformas aprovadas pelo governo golpista de Michel Temer. Pela estatização de toda empresa privatizada! Pela estatização de toda empresa fechada pela crise organizada pelos golpistas. Pela proibição imediata de qualquer demissão de trabalhadores pelos patrões golpistas. Por eleições livres e democráticas! Eleições sem lula é fraude! Organizar comitês suprapartidários em todo o país pela liberdade de Lula e para organizar nossa batalha.
Compartilhe:
FaceBook  Twitter