Categorizado | Campo

Novo Código Florestal brasileiro terá impacto devastador

Escrito em 04 agosto 2011 por admin

Um novo Código Florestal está em debate na câmara dos deputados. A ideia do novo Código é modificar a lei para facilitar a vida dos grandes fazendeiros , abrindo brechas para a maior devastação das florestas e para a diminuição das áreas de preservação próximas aos rios, topos de morros e encostas íngremes.
Dentre outras medidas, o novo Código Florestal deverá:
1) diminuir a área de preservação obrigatória nas beiras de rios (de 30m para 15m);
2) diminuir a área de reserva florestal obrigatória nas propriedades .
3) perdoar as penas dos criminosos que desmataram as florestas;
4) liberar o desmatamento e ocupação de áreas frágeis como as encostas e morros.

Um novo Código Florestal está em debate na câmara dos deputados. A ideia do novo Código é modificar a lei para facilitar a vida dos grandes fazendeiros , abrindo brechas para a maior devastação das florestas e para a diminuição das áreas de preservação próximas aos rios, topos de morros e encostas íngremes.Dentre outras medidas, o novo Código Florestal deverá:

1) diminuir a área de preservação obrigatória nas beiras de rios (de 30m para 15m);

2) diminuir a área de reserva florestal obrigatória nas propriedades .

3) perdoar as penas dos criminosos que desmataram as florestas;

4) liberar o desmatamento e ocupação de áreas frágeis como as encostas e morros.

Tamanho do problema:

Só com o desmatamento das margens dos rios vamos perder uma área florestal igual a 2 milhões de campos de futebol. A liberação de gases do efeito estufa poderá aumentar em 13 vezes. Milhares de espécies de animais desaparecerão.

Os desastres com inundações e deslizamentos de terra deverão ser cada vez mais freqüentes. E assim o Brasil entra na contramão da história. Enquanto isso, os fazendeiros e empresários aplaudirão o governo e comemorarão o engrandecimento dos seus bolsos às custas da população.

27 deputados que são a favor do Novo Código são fazendeiros latifundiários que buscam ser absolvidos de diversas multas que sofreram por desmatamento e outros crimes ambeintais. Concluímos que estão apenas defendendo seus interesses pessoais ao invés de pensar no bem-estar da população.

Deixe uma resposta