Categorizado | Juventude

Quem não se comunica, se estrumbica!

Escrito em 04 agosto 2011 por admin

A frase que dá título a esta matéria era dita repetidamente pelo famoso Chacrinha. Nada mais verdadeiro! Conseguir se comunicar é fundamental pra todo ser humano. No mundo em que vivemos, comunicar-se com muitas pessoas através de instrumentos de comunicação de massa é também essencial. Poder dizer o que você e seu grupo pensam sobre as questões importantes da nossa sociedade é um direito que deveria ser garantido pelo Estado através da utilização popular das TVs, jornais, rádios.

Mas, infelizmente, vivemos em uma sociedade em que o lucro está acima dos direitos comuns. A comunicação não fica fora dessa lógica. No Brasil, apenas seis famílias (Civita, Marinho, Frias, Saad, Abravanel e Sirotsky) produzem a quase totalidade da informação que chega aos 191 milhões de habitantes.

Quase sem fiscalização, concentram em suas mãos um poder gigantesco de manipulação (TVs, jornais, rádios), contrariando a legislação federal que proíbe tanta concentração. Para garantir seus lucros e os de seus investidores, essas famílias mostram as lutas dos movimentos sociais, que vão contra seus interesses, como crimes, distorcem a realidade vivida pelos trabalhadores.

Em Campinas, não é diferente: a Rede Anhanguera de Comunicação (RAC) é dona dos meios impressos na cidade e região. São seus os jornais Correio Popular, Diário do Povo, Notícia Já, Gazeta do Cambuí, Gazeta de Piracicaba, Gazeta de Ribeirão. É com esse poder que deformam a opinião pública tratando, em geral, as manifestações populares como casos de polícia. Mas o que podemos fazer para mudar essa situação?

O direito à comunicação está em poucas mãos:

· Globo possui 97 TVs – 87 rádios – 20 jornais;

· SBT possui 94 TVs – 71 rádios – 15 jornais;

· Band possui 43 TVs – 76 rádios – 9 jornais;

· Record possui 45 TVs – 52 rádios – 8 jornais;

· Rede TV! possui 15 TVs – 19 rádios – 3 jornais

· Quantas TVs, rádios ou jornais você tem ou pode participar?

O Coletivo de Comunicadores Populares

O Coletivo de Comunicadores(as) Populares nasce para lutar contra essa dominação, buscando criar canais de comunicação popular entre os movimentos sociais e os trabalhadores; surge da necessidade de lutar contra a criminalização dos movimentos sociais realizada pela grande mídia; surge do desejo de falar, de ter voz, de quebrar o enorme silêncio que nos é imposto.

Os Comunicadores Populares constroem junto com outros movimentos o jornal que você tem em suas mãos, o Atenção. Também organiza todo ano a Mostra Luta, mostra de vídeos, fotografias, poesias e quadrinhos sobre a luta e a realidade dos trabalhadores.

Para saber mais da mostra acesse: www.mostraluta.org.

O que é a Comunicação Popular?

Na comunicação popular, os meios de comunicação deixam de ser instrumentos de dominação de poucos para se tornarem formas de educação e organização popular para transformação social.

Participe também desta luta!

Venha botar a boca no trombone!

Site: www.comunicadorespopulares.org

Email: coletivo@comunicadorespopulares.org

Deixe uma resposta